Alentejo O Encanto de Sempre

Encantos do Alentejo

Em boa hora e no dia 24 de novembro, surgiu esta iniciativa da Casa do Educador, num passeio pelos “Encantos do Alentejo”.

Começámos em direção ao Alandroal, com visitas pelo Castelo, Torre de Menagem, Igreja Matriz, apreciar as paisagens envolventes e para recuperarmos de “tanta trabalheira” em restaurante local um muito bom “cozido de grão à alentejana”.

Terminada a anterior tarefa vamos compensar com pequenas caminhadas pela Fortaleza de Terena a Igreja da Misericórdia e pelo Castelo em obras de Juromenha, que no seu conjunto com Alandroal faziam um triângulo defensivo que teve importância ao longo dos séculos, em particular durante as Guerras da Restauração da independência de Portugal, no séc. XVII.

O por do sol aproximava-se e era tempo de caminho até Elvas.

Com amanhecer de novo dia, fica para trás em pano de fundo,  o grandioso Aqueduto da Amoreira-Elvas e fomos até a Barragem do Alqueva para o ansiado passeio do barco no “Grande Lago”.

Por cerca de hora e meia, início na Marina da Amieira com muito bom e esclarecedor guia e piloto do barco, pudemos apreciar as paisagens, o impacto da Barragem do Alqueva no desenvolvimento local, na agricultura e pecuária, no fornecimento de energia limpa quer hidro mas também fotovoltaica em plataformas, plano de regadio, a alteração no microclima e turismo de qualidade, com ótimas condições para atividades ao ar livre e para a prática de desportos.

Centro histórico de Serpa

Após almoço voltar ao caminho de Serpa, visitas às muralhas do Castelo e centro histórico.

Serpa cidade branca, tipicamente alentejana com um rico património, A primeira impressão que o visitante tem de Serpa é a visão das grandiosas muralhas do Castelo onde se rasgam as Portas de Moura e as de Beja,

A fortificação que cerca a cidade marca a paisagem à entrada e as suas estreitas ruas no centro histórico, lojas com produtos locais acolhem com carinho os visitantes.

Mértola Monumento Nacional

Pelo terceiro e último dia, foi Mértola “Cidade Museu” numa superior apresentação, pelo guia local Sr. Nuno, que nos trouxe muito saber e prendeu nossa atenção.

Disse:

Na Igreja Matriz de Mértola, classificada Monumento Nacional, com a sua integração na evolução dos tempos desde a invasão Islâmica até à atualidade Cristã.

Pelo espaço circundante à Igreja e Castelo temos um Museu a céu aberto, escavações que nos levam para outros tempos da nossa história e a importância de Mértola pela posição geográfica e riquezas existentes, neste território por onde passaram fenícios, romanos, visigodos e árabes.

Escavações que se mantêm por nacionais e estrangeiros ,alguns mesmo em estudo conjunto com Islâmicos e que para nós realçam os dois batistérios e a grande cisterna para recolhas das águas.

Para o Sr. Nuno, o nosso obrigado pelo seu entusiasmo e partilha de saber, que deixou uma vontade de voltar.

Visita às minas de S. Domingos

Porque interligada a Mértola, uma ida ao que resta das Instalações das Minas de São Domingos, mas que também tiveram sua importância pelas escavações dos minérios que por ali sempre existiram.

No regresso uma visita acompanhados pelo guia S.r. Fábio Guerreiro ao Museu de Aljustrel com um “património arqueológico notável  reconhecido tanto em Portugal como no estrangeiro, resultado de cerca de um século de investigações efetuadas em diversos sítios arqueológicos do concelho.”(sic).

Já em tempo de caminho para casa, uma paragem na Aldeia de Ervidel em festa com uma “Rota das Adegas” em mini comboio.com prova de vinhos e petiscos.

Por último um obrigado à Casa do Educador nas suas dirigentes Professoras Alda e Inocência, pelo trabalho e  iniciativa nestas viagens.

Vejam um vídeo com fotos no final "

José Capelo                     

2023-11-26

Visita ao Alentejo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.